A lição da tolerância – Orações para Bobby

O filme “Orações para Bobby” baseado em uma história real de um jovem homossexual lançado em 2009 por um canal de televisão é uma verdadeira mensagem para tocar corações, capazes de enxergarem além dos preconceitos. A abordagem de uma mãe crente no radicalismo religioso encontra no filho o seu maior desafio. Bobby luta contra seus desejos considerando seu modo de ser pecado perante Deus.  É uma história que ilustra com fidelidade os medos existentes, a perda repentina do amor da família, o apontamento dos amigos, a face dos questionamentos afronta a realidade, da sua verdadeira personalidade e daquela desejada por seus pais. Sua mãe trava uma batalha espiritual, procura retirar do filho o  suposto mal.

A família é conduzida por um pensamento dogmático, criado e doutrinado. A angustia de Bobby, sua aflição era não poder se libertar do que temia poder acontecer, perder aqueles que amava. Uma das respostas do filme é qual mudança houve em Bobby, um jovem inteligente, simpático e adorado por todos, considerado perfeito aos olhos de seus familiares e amigos. Quando sua sexualidade passa a ser o foco das discussões, nesse momento é esquecido o aspecto principal, de estarem lidando com os sentimentos de uma pessoa como qualquer outra que de sua maneira busca sua felicidade. O sexo é uma conseqüência de seus desejos, e qual a importância de seus sentimentos, daquilo que o torna um ser humano como qualquer outro.

Esse garoto brilhante buscava a aceitação de seus pais, mas o principal o amor que sempre teve. A ligação dele com sua mãe era forte como se o cordão umbilical ainda os unisse. Os conflitos, os dogmas religiosos, impediram Bobby de ser visto, ser ouvido, ser abraçado, ter carinho, e isso o levou a se jogar de um viaduto e morrer estraçalhado por um caminhão aos 20 anos de idade.

E o que separou Bobby de sua família, a falta de compreender que nem todos podem ser iguais como queremos, mas todos são especiais a sua maneira. A lição deste filme, focado não na sexualidade, mas no sentimento, é a capacidade de aprendermos a respeitar escolhas e principalmente entender de uma vez por todas que os preconceitos são à base de toda falência de nossa existência. Quantos pais, familiares, amigos estão condenando pessoas a viverem o cárcere da solidão e do desprezo? A enfrentarem a dor da separação onde aprenderam o mais puto amor.

Mary sua mãe compreende que poderia ter o seu filho em seus braços, quando descobre ser tarde demais, mas o que ela aprende da maneira mais violenta possível é uma lição que deveria tocar o coração daqueles que condenam e julgam sem perceberem, que todos somos criações divinas, e a frase que Cristo mais repetiu foi o amor ao próximo, ele nunca disse qual deveria ser a sexualidade de uma pessoa, mas ensinou o caminho para um coração puro. A importância da fé é cegada pelas religiões atuais. E onde elas enxergam perdição, Jesus enxergava aflitos, ele os erguia, e nós? Orações para Bobby é um recado que precisamos ouvir, e dizer aos meninos e meninas que não existe diferença, que somos todos iguais e nada pode julgar aquele que busca amar. Amar o outro a sua maneira. Agradeço a Deus por me permitir entender essa verdade e diminuir minha incapacidade de julgar os outros.

Fatos relacionados:

Bobby em Las Lomas > narração de um estudante da mesma escola de Bobby que escreveu um artigo sobre sua morte resgatando sua memória entre os estudantes.

Bobbys ainda se jogam de pontes > Tyler Clementi, um estudante gay de Rutgers, foi espionado por via electrónica a sua colega de quarto, Dharun Ravi, e amigo de Ravi Molly Wei, em 2010.

Anúncios

Um comentário sobre “A lição da tolerância – Orações para Bobby”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s